Eleito no ES, Felipe Rigoni (PSB) será o único deficiente visual na Câmara dos Deputados Deputado federal eleito com 84.405 votos vai assumir o posto representando o Espírito Santo a partir de janeiro. Rigoni perdeu a visão aos 15 anos e é formado em engenharia mecânica.

Felipe Rigoni, candidato pelo PSB, foi eleito deputado federal neste domingo (7) após receber 84.405 votos no Espírito Santo. Ele terminou as eleições como o segundo candidato mais votado para o posto e será o único deficiente visual a compor a Câmara dos Deputados a partir de janeiro de 2019.

Aos 27 anos, Felipe Rigoni é engenheiro mecânico e possui mestrado em políticas públicas, cursado em Oxford, na Inglaterra.

Em entrevista à TV Gazeta, na tarde desta segunda-feira (8), o deputado eleito creditou sua vitória nas urnas às pessoas que o acompanharam durante a campanha.

“A gente trabalhou muito durante os últimos meses, porém, não esperávamos esses 84.405 votos. Eu esperava cerca de 60 mil votos e ter chegado a essa grande quantidade foi uma surpresa muito boa. Isso seu deu por conta dos mais de 2 mil multiplicadores que construíram essa campanha comigo. Por isso que falo, nós fomos eleitos, não somente eu”, disse.

 

Uma de suas principais propostas é o acesso de pessoas cegas ao ensino regular, superior e cursos técnicos com autonomia e liberdade, além da ênfase em defender as reformas política e tributária.

“Sou o primeiro deficiente visual da história do Brasil a se tornar deputado federal e isso me dá uma responsabilidade grande. Abro um espaço para os deficientes terem acesso à educação.

Tenho propostas para ampliarmos esses acessos. Outra emergência é aprovar a reforma tributária. Nossa economia não aguenta mais. Além disso, temos 27 milhões de pessoas sem emprego, 63 milhões endividadas, então, precisamos da reforma para dar um boom na economia e tornar nosso sistema de impostos justo. É necessário também a reforma política.”

Cortes orçamentários

O novo deputado federal afirmou que levará os cortes orçamentários adiante, assim como projetou durante sua campanha, e prometeu brigar por melhorias em todas as regiões do Espírito Santo, trabalhando com um sistema de “mandato compartilhado”.

“Cada deputado tem direito a ter 25 assessores. No meu mandato vou limitar a 15. Reduzirei pelo menos 30% da cota parlamentar, que é o dinheiro de reembolso, e vamos reduzir em 20% a verba de gabinete, que é a verba de pagamento para pessoal. Vou revogar privilégios de auxílio-moradia, auxilio-paletó. Um deputado ganha muito bem e pode viver sem esses privilégios. Vou revogar e propor para acabar com isso para todos os deputados”, frisou Felipe Rigoni, que emendou:

“Vamos ter um mandato compartilhado. Terei um conselho parlamentar que será formado por especialistas e principalmente representantes das mais diferentes parcelas da população capixaba. Todas as cinco macroregiões do Espírito Santo vão ter um representante nesse conselho e esse conselho tomará decisões juntamente comigo. Além disso, dos 15 assessores que nomearei, dois vão ficar responsáveis por mapear as necessidades de todas as regiões. Vamos perguntar para essas pessoas que moram nesses locais o que elas precisam. A partir daí, fiscalizarei prefeitos, governador e presidente, e arrumarei verba para executarmos os projetos”, concluiu.

Assista à entrevista completa de Felipe Rigoni ao ESTV 1ª Edição:

Ver mais posts sobre: Curiosidades Tags: , , ,

Ricardo
Falar sobre si não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Acho que por isso mesmo adiei tanto a atualização dessa página! Mas vamos tentar né? Você já teve a chance de conviver com um capricorniano? Pois é, aquele jeito louco, sonhador, aventureiro, e nem sempre com os dois pés no chão… Esse sou EU! Ricardo Tostes Pinto Perdigão, ou pra vocês, apenas Ricardo Tostes.

Deixe uma resposta