Por que o cdb é um bom investimento para iniciantes?

Existem muitos motivos que nos fazem desejar viver de rendimentos: a facilidade de controlar os nossos próprios investimentos; a não obrigação de executar a mesma rotina todos os dias; o tempo que sobra para podermos nos dedicar a coisas que realmente acreditamos; a não necessidade de encararmos o trânsito estressante todos os dias; a não dependência da aprovação de ninguém para iniciarmos, entre muitas outras razões que podemos elencar. Para darmos início a uma jornada com todos esses benefícios é importante dar o primeiro passo no caminho dos investimentos. Qual seria, então, uma boa opção para iniciarmos?

Existe uma opção no mercado que tem uma boa rentabilidade e é muito acessível dentro da nossa realidade, uma vez que precisamos apenas de uma conta bancária para iniciar: O Certificado de Depósito Bancário (CDB). Porque existe essa necessidade? Pois as operações são realizadas diretamente pelas instituições financeiras.

O que ocorre nesse tipo de investimento é que invertemos os papéis por um momento: ao invés do consumidor procurar o banco para tomar dinheiro emprestado, ele próprio se torna o detentor da linha de crédito! Ou seja, o dinheiro aplicado em CDB é utilizado pelas instituições para realizar empréstimos à população.

Seguindo essa linha de raciocínio, o risco de o investidor perder o seu dinheiro é o mesmo do banco falir: muito pequeno. Esse é um dos motivos que faz com que essa opção seja atrativa. Outra razão seria a facilidade com que essas operações são feitas. Como elas são realizadas diretamente pelos bancos, o trabalho do investidor seria, basicamente, verificar a melhor taxa do mercado e escolher o melhor prazo de vencimento do título, todo o resto é feito diretamente pelos funcionários das instituições.

Como escolher o melhor tipo de rendimento para o CDB?

Existem dois tipos de rentabilidade para os títulos de CDB. Os dois são de renda fixa, mas podem ser pré ou pós-fixados. No primeiro caso, a vantagem é que sabemos exatamente qual será o rendimento ao final do período. No segundo caso, a taxa de rendimento pode ser indexada por um índice (CDI, TR e/ou IGP), não sabemos exatamente a quantia final, mas a variação das taxas pode permitir uma maior liquidez.

Outro fator que pode influenciar nos lucros obtidos são as taxas e encargos atrelados a esse tipo de operação. As aplicações em CDB não costumam ter taxas atreladas por parte dos bancos, mas o seu rendimento é tributado pelo Imposto de Renda. Na prática, o rendimento ao longo do período é tão favorável que mesmo com essa taxação vale a pena o investimento. Outra maneira de minimizar esse fator é o tempo: quanto maior for o prazo do seu título, menos imposto será cobrado sobre ele.

De forma sucinta, esse é o modelo de cobrança do IR de acordo com a Easynvest:

  • Para períodos de até 180 dias: 22,5%
  • Intervalos entre 181 e 360 dias: 20%
  • De 361 até 720 dias: 17,5%
  • Períodos acima de 720 dias: 15%

Mas como a nossa intenção é realizar esse tipo de procedimento por um longo período, o prazo não será um fator limitante. Pode ser uma dica importante ter uma carteira de investimentos com títulos que tenham prazos diversificados para garantir um rendimento mensal constante.

Mesmo investindo por períodos longos no mesmo título, o risco atrelado não será muito diferente. Aplicações de renda fixa como o CDB possuem uma garantia fornecida pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Qualquer aplicação desse tipo de até 250 mil reais por instituição está garantida pelo FGC. Na prática, isso significa que se você tiver uma aplicação em uma instituição financeira que não exceda esse valor e o banco falir, você ainda receberá o seu dinheiro de volta. Isso não significa que você só possa aplicar 250 mil reais. Esse valor é garantido por instituição e por CPF, ou seja, você pode aplicar essa mesma quantia em vários bancos e o seu dinheiro estará seguro da mesma forma!

Com tudo isso, encontramos uma maneira bastante segura e confortável para ter uma boa renda sem precisar sair de casa!

Ver mais posts sobre: Dicas Tags: , ,

Ricardo
Falar sobre si não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Acho que por isso mesmo adiei tanto a atualização dessa página! Mas vamos tentar né? Você já teve a chance de conviver com um capricorniano? Pois é, aquele jeito louco, sonhador, aventureiro, e nem sempre com os dois pés no chão… Esse sou EU! Ricardo Tostes Pinto Perdigão, ou pra vocês, apenas Ricardo Tostes.

Deixe uma resposta