Cadeirante quebra nariz após cair em rampa na UFPB: ‘amava o meu rosto’ Estudante de física é deficiente físico e afirmou que rampa não estava sinalizada.

Um cadeirante sofreu um acidente no campus João Pessoa da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), onde estuda, na segunda-feira. José Marcos, que é estudante de física, fraturou o nariz e perdeu dois dentes após a queda.

O acidente aconteceu em um dos corredores do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN). Ele tinha ido ao banheiro e, na volta, caiu com a cadeira de rodas em um batente, ao lado de uma rampa. Segundo ele, o local estava sem sinalização e tinha iluminação fraca.

“Eu não vi que tinha o degrau, aí a cadeira tombou e eu caí logo em seguida com a cara no chão”, relatou. Em uma rede social, José Marcos desabafou nesta quarta-feira, após a queda.

“Estou tentando não entrar em depressão, tentando fazer com que a raiva diminua. Amo tirar fotos, amava o meu rosto, meus dentes. Agora, não consigo olhar no espelho pra me ver”, publicou.

O estudante de Terapia Ocupacional Heitor Santos, que às vezes ajuda José Marcos a se locomover na universidade, explicou que o caso não é isolado e que a acessibilidade no campus é precária.

“Ela dá o acesso, mas não integral porque existem as políticas para que essas pessoas consigam entrar na universidade. Mas parece que depois que as pessoas entram, elas ficam abandonadas”, disse.

A TV Cabo Branco conversou com o encarregado da manutenção da universidade, que apareceu no local do acidente no momento da gravação da reportagem. Segundo ele, o problema vai ser resolvido. “A gente vai ampliar [a rampa] para facilitar um pouco a acessibilidade”, garantiu José Tomé Procópio.

José Marcos afirmou que vai acionar a Justiça para ser reparado pelos danos. A assessoria da Reitoria da UFPB afirmou que procurou o estudante para dar assistência.

O prefeito da UFPB, João Marcelo, disse que tomou conhecimento do caso pelas redes sociais e que se reuniu com o Comitê de Acessibilidade para tomar as providências necessárias. E ainda ressaltou que os estudantes cadeirantes devem estar sempre acompanhados dos apoiadores.

Fonte: G1

Ver mais posts sobre: Historia Tags: ,

Ricardo
Falar sobre si não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Acho que por isso mesmo adiei tanto a atualização dessa página! Mas vamos tentar né? Você já teve a chance de conviver com um capricorniano? Pois é, aquele jeito louco, sonhador, aventureiro, e nem sempre com os dois pés no chão… Esse sou EU! Ricardo Tostes Pinto Perdigão, ou pra vocês, apenas Ricardo Tostes.

Deixe uma resposta