Esqui Alpino Paraolímpico! Inclusão nas neves do esporte de inverno.

Esqui alpino paraolímpico está sob a alçada do Comité Paraolímpico Internacional e sob regras da Federação Internacional de Esqui.

Em adição aos Jogos Paraolímpicos, as corridas de esqui de elite para deficientes incluem os Campeonatos do Mundo de Esqui Alpino para Deficientes (realizada a todos os 4 anos de 1980 a 2004 e a todos os 2 anos a partir de 2009) e o Campeonato Mundial de Esqui Alpino para Deficientes do CPI, um circuito de corrida anual e internacional. Abaixo do nível de Taça do Mundo, as corridas são realizadas no nível Taça Continental. A Taça Europa (ou Europeia) é disputada na Europa, e a Taça Nor-Am na América do Norte; por fim, as corridas de nível sub-Taça do Mundo são também realizadas no Leste Asiático, Austrália, Nova Zelândia, e América do Sul.

Em 1984, corridas slalom grandes para quatro categorias de esquiadores em pé masculinos foram realizadas como desporto de demonstração nas Paraolimpíadas de Inverno. Em 1988 uma categoria para deficientes foi outra vez demonstrada, desta vez para homens e mulheres mas limitadas a “três pistas” (atletas amputados nos joelhos).

Os esquiadores deficientes competem em três categorias medalháveis diferentes: em pé, sentados, e deficientes visuais. Cada um destes grupos está dividido de três a sete classes, algumas das quais subdivididas em duas ou três sub-classes. Dentro de cada uma das 3 classes principais, por vezes são comparadas por significados de “sistema de factor” que tenta colocar os atletas com diferentes deficiências em pé de igualdade com um outro, multiplicando o tempo de cada jogador numa determinada categoria ou sub-classe num número fixo entre zero e um chamado “factor”. O resultado é conhecido como o “tempo ajustado”, que é o tempo que normalmente aparece na sequência das listas para corridas de esqui para atletas deficientes.

As categorias de deficiências para cada corrida de esqui alpino e nórdico para atletas deficientes são as seguintes:

Ver mais posts sobre: Dicas, Qualidade de vida Tags: , , , , , , ,

Ricardo
Falar sobre si não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Acho que por isso mesmo adiei tanto a atualização dessa página! Mas vamos tentar né? Você já teve a chance de conviver com um capricorniano? Pois é, aquele jeito louco, sonhador, aventureiro, e nem sempre com os dois pés no chão… Esse sou EU! Ricardo Tostes Pinto Perdigão, ou pra vocês, apenas Ricardo Tostes.

Deixe uma resposta