ALUNOS DE ETEC CRIAM DETECTOR PARA IDENTIFICAR QUEM DESRESPEITA VAGA PARA DEFICIENTES

Infelizmente é comum ver pessoas estacionarem na vaga destinada a deficientes, mesmo não sendo um. A fim de identificar os infratores, os alunos da Escola Técnica Estadual (Etec) Cidade do Livro, de Lençóis Paulista, pensaram um jeito de melhorar a fiscalização e criaram um sistema que fotografa o veículo infrator.
A ideia é que o piso da vaga tenha um sensor interligado à câmera fotográfica, uma espécie de radar. Como as pessoas com deficiência já utilizam um adesivo para identificar o veículo, a proposta dos estudantes é que essa identificação também tenha um sensor. Assim, quando um carro sem o adesivo estaciona, o sensor do piso identifica a falha e aciona o radar.
Baixo custo
O projeto Detector fotográfico de infratores em vagas de deficientes foi elaborado com o uso de Arduíno, uma placa que pode ser programada para controlar os mais diversos equipamentos. É um material de baixo custo que torna a ideia dos estudantes acessível. Entretanto, como ainda não foi feito um protótipo, os alunos não conseguem precisar quanto custa o sistema. “Mas certamente é de fácil acesso”, garante Matheus Henrique Soares, um dos integrantes do grupo.
Além dele, participaram do trabalho Amanda Aparecida de Godoi, Lidiane Lopes de Azevedo, Nathalia Monteiro Almeida e Tiago Prenhaca. Eles concluíram o curso técnico de Informática para a Internet integrado ao Médio no segundo semestre de 2016. O projeto foi orientado pelo professor João Alberto Prado Martins.
Ver mais posts sobre: Tecnologia Tags: , , ,

Ricardo
Falar sobre si não é uma tarefa fácil, não é mesmo? Acho que por isso mesmo adiei tanto a atualização dessa página! Mas vamos tentar né? Você já teve a chance de conviver com um capricorniano? Pois é, aquele jeito louco, sonhador, aventureiro, e nem sempre com os dois pés no chão… Esse sou EU! Ricardo Tostes Pinto Perdigão, ou pra vocês, apenas Ricardo Tostes.

Deixe uma resposta